Você está em Só Biologia > Citologia ▼

Filamentos intermediários

Os filamentos intermediários são assim chamados por terem um diâmetro intermediário - cerca de 10 nm - em relação aos outros dois tipos de filamentos protéicos.

Nas células que revestem a camada mais externa da pele, existe uma grande quantidade de um tipo de filamento intermediário chamado queratina. Um dos papeis desse filamento é impedir que as células desse tecido se separem ou rompam ao serem submetidas, por exemplo, a um estiramento.

Além de estarem espalhadas pelo interior das células, armando-as, moléculas de queratina promovem uma “amarração” entre elas em determinados pontos, o que garante a estabilidade do tecido no caso da ação de algum agente externo que tente separá-las. Esse papel é parecido ao das barras de ferro que são utilizadas na construção de uma coluna de concreto. Outras células possuem apreciável quantidade de outros filamentos intermediários. É o caso das componentes dos tecidos conjuntivos e dos neurofilamentos encontrados no interior das células nervosas.

Resumo

Próximo: Centríolos
Como referenciar: "Filamentos intermediários" em Só Biologia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 22/02/2018 às 06:02. Disponível na Internet em https://www.sobiologia.com.br/conteudos/Citologia/cito25.php