Quadro resumo

No quadro a seguir, apresentamos um resumo das principais doenças sexualmente transmissíveis.

São listados o agente causador, os sintomas e os modos de prevenção.

Doenças Agente Causador Sintomas Prevenção

Condiloma acuminado

(crista-de-galo)

HPV
Fomação de verrugas na região anogenital ou colo-do-útero
Evitar o contato com pessoas contaminadas; usar camisinha. Há vacinas.
Herpes Genital
HSV tipo 2 (vírus)
Aparecimento de vesículas (bolhas) típicas na região ano-genital.
Evitar a auto-inoculação, ou seja, evitar que - ao manipular as lesões - a pessoa espalhe o agente causador para outros locais; evitar o contágio por meio do ato sexual.
AIDS
HIV (retrovírus)
Queda da imunidade, perda de peso, fraquesa, febre, gânglios. Aparecimento de infecções oportunistas.

Não entrar em contato com os líquidos transmissores de HIV (sangue, esperma, líquido da vagina, leite materno contaminado); usar camisinha independente de quem seja o parceiro; não compartilhar agulhas ou seringas.

Cancro mole

Haemophilus ducreye (bactéria)

Formação de uma ferida no pênis ou na região anala, dolorosa, com secreção clara. Predomina no sexo masculino.
Evitar a auto-inoculação; evitar o contágio por meio de parceiros portadores.
Gonorreia (blenorragia)
Neisseria gonorrhoeae
Coceira, corrimento purulento, ardor ao urinar, várias micções (urinar várias vezes). Pode levar a infertilidade.
Evitar a multiplicidade de parceiros; usar camisinha; em recém nascidos; gotejar solução diluida de nitrato de prata na conjuntiva do olho.
Sífilis
Treponema pallidum (bactéria)
Ferida coberta de secreção clara, com pús (cancro duro), pouco dolorosa. Pode levar a complicações no sistema nervoso central  e sistema cardiovascular.
Usar preservativos regularmente, reduzir o número de parceiros sexuais; fazer diagnóstico precoce em mulheres em idade reprodutiva e em seus parceiros; realizar o teste VDRL (para identifícação da sífilis) em mulheres que manifestem intenção de engravidar.
Tricomoníase
Trichomonas vaginalis (protozoário)
Corrimento vaginal amarelado, fétido e dor ao urinar. O homem é, geralmente, portador assintomático.
Evitar o contato sexual com portadores.
Linfogranuloma venério, buba, "mula"
Chlamydia trachomatis
De início, vesículas no local de penetração das bactérias. A seguir, formação de ínguas (inchaços nos linfonodos), que evoluem para um inchaço avermelhado e doloroso, conhecido como "mula".
Evitar o contato sexual com portadores.

Pediculose pubiana

(ftiríase)

Phthirus pubis ("chato", um artrópode)
Prurido (coceira), ferimentos leves (escoriações) e infecções bacterianas secundárias.
Evitar contato com portadores e incentivar a higiene pessoal e a lavagem adequada das roupas.
Hepatite B
Vírus da hepatite B
Icterícia (amarelamento da pele e da conjuntiva ocular). Dores abdominais. Cirrose hepática. Insuficiência hepática. Câncer hepático.
Evitar contato sexual com portadores. Existe vacina.
Hepatite C
Vírus da hepatite C
Icterícia, febre, cansaço fácil. Pode evoluir para câncer hepático.
Evitar contato sexual com portadores. Por ora, não há vacina.
Próximo conteúdo: Célula
Como referenciar: "Resumo - Doenças sexualmente transmissíveis" em Só Biologia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2018. Consultado em 25/02/2018 às 12:06. Disponível na Internet em https://www.sobiologia.com.br/conteudos/Anticoncepcionais_doencas/doencas_sexualmente5.php