Universo
 Sistema Solar
 Ar
 Água
 Solo
 Ecologia
 Seres Vivos
 Reino dos Animais
 Reino das Plantas
 Corpo Humano
 Mais Conteúdos [+]

 Seres Vivos
 Os Vírus
 Reino Monera
 Reino Protista
 Reino Fungi
 Reino Plantae
 Genética
 Citologia
 Biotecnologia
 Mais Conteúdos [+]

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line

 Laifis de Biologia
 Área dos Professores
 Fórum de Discussão
 Glossário Biológico

 Jogos de Ciências
 Biokids
 Macetes

 Jornal Só Biologia
 Notícias
 Curiosidades
 Dicas de Etiqueta
 Grandes Cientistas
 Indicação de Livros
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

 

O conceito de reação (transformação) química

 

De uma ou mais substâncias, presentes no estado inicial de um sistema, transformam-se em uma ou mais substâncias diferentes, que estarão presentes no estado final, a transformação é uma reação química, ou transformação química.

Em outras palavras, reação química é um processo em que novas substancias são formadas a partir de outras.

Você deve estar se perguntando: como os químicos têm certeza de que novas substâncias foram formadas?

Uma substância química é caracterizada pelas suas propriedades, tais como densidade, ponto de fusão, ponto de ebulição, cor, odor etc. Então, para saber se houve uma reação química, precisamos comparar as propriedades das substâncias presentes no sistema, nos estados inicial e final.

Imagine que o sistema escolhido para estudo seja um cano de ferro e que ele seja observado antes e depois de ser serrado ao meio. A substância inicialmente presente, o ferro, possui exatamente as mesmas propriedades da substância presente no final, que também é o ferro. Serrar um cano de ferro não é, portanto, uma transformação química, já que nenhuma nova substância foi formada.

Quando um objeto cai, uma folha de papel é rasgada, uma porção de areia é misturada à água, um giz é esmagado até virar pó e um prego é fincado na madeira, estamos diante de exemplos de transformações que não são reações químicas.

 

Exemplo de reação química: combustão do etanol

Estudando a queima do etanol (álcool comum), os químicos puderam identificar as substâncias presentes nos estados inicial e final do sistema.

Para haver a combustão do etanol, é necessária a presença de gás oxigênio (por exemplo, do ar). Ambas as substâncias transformam-se, durante a combustão, em duas novas substâncias: água e gás carbônico (também chamado dióxido de carbono: é o gás que forma as bolhas nos refrigerantes).

 

Em equação:    

 

Nessa representação da combustão do etanol, os sinais de mais (+) podem ser lidos como “e”. A seta () pode ser lida como “reagem para formar”.

Em palavras: O etanol e o gás oxigênio reagem para formar gás carbônico e água.

 

Os químicos identificam essas substâncias por meio de duas propriedades. São elas que confirmam que, de fato, as substâncias existem no estado final são diferentes das prtesentes no estado inicial.

Veja algumas dessas propriedades:

        etanol        +         gás oxigênio       gás carbônico       +        água
78ºC -183ºC -78ºC 100ºC Ponto de ebulição
líquido gasoso gasoso líquido

Estado físico a 20ºC

0,79 g/cm3 0,0013 g/cm3 0,0018 g/cm3 1,0 g/cm3 Densidade a 20ºC
incolor incolor incolor incolor Cor

 

 

 

 

 

 

Curta nossa página nas redes sociais!

Só Biologia finaliza seu próximo DVD. Saiba mais.

Mais produtos

 

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2014 Só Biologia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.