Universo
 Sistema Solar
 Ar
 Água
 Solo
 Ecologia
 Seres Vivos
 Reino dos Animais
 Reino das Plantas
 Corpo Humano
 Mais Conteúdos [+]

 Seres Vivos
 Os Vírus
 Reino Monera
 Reino Protista
 Reino Fungi
 Reino Plantae
 Genética
 Citologia
 Biotecnologia
 Mais Conteúdos [+]

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line

 Laifis de Biologia
 Área dos Professores
 Fórum de Discussão
 Glossário Biológico

 Jogos de Ciências
 Biokids
 Macetes

 Jornal Só Biologia
 Notícias
 Curiosidades
 Dicas de Etiqueta
 Grandes Cientistas
 Indicação de Livros
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

 

Adrenais


As glândulas adrenais ou supra-renais, localizadas uma sobre cada rim, são constituídas por dois tecidos secretores bastante distintos. Um deles forma a parte externa da glândula, o córtex, enquanto o outro forma a sua porção mais interna, a medula.


Medula adrenal

A medula adrenal produz dois hormônios principais: a adrenalina (ou epinefrina) e a noradrenalina (ou norepinefrina). Esses dois hormônios são quimicamente semelhantes, produzidos a partir de modificações bioquímicas no aminoácido tirosina.
Quando uma pessoa vive uma situação de estresse (susto, situações de grande emoção etc.), o sistema nervoso estimula a medula adrenal a liberar adrenalina no sangue. Sob a ação desse hormônio, os vasos sanguíneos da pele se contraem e a pessoa fica pálida; o sangue passa a se concentrar nos músculos e nos órgãos internos, preparando o organismo para uma resposta vigorosa.

 

A adrenalina também produz taquicardia (aumento do ritmo cardíaco), aumento da pressão arterial e maior excitabilidade do sistema nervoso. Essas alterações metabólicas permitem que o organismo de uma resposta rápida à situação de emergência.

A noradrenalina é liberada em doses mais ou menos constantes pela medula adrenal, independentemente da liberação de adrenalina. Sua principal função é manter a pressão sanguínea em níveis normais.

 

Córtex adrenal


Os hormônios produzidos pelo córtex adrenal são esteróides, isto é, derivados do colesterol e conhecidos genericamente como corticosteróides. Os principais são os glicocorticóides e os mineralocorticóides.

Glicocorticóides


Os glicocorticóides atuam na produção de glicose a partir de proteínas e gorduras. Esse processo aumenta a quantidade de glicose disponível para ser usada como combustível em casos de resposta a uma situação estressante. O principal glicocorticóide é o cortisol, também conhecido como hidrocortisona. Além de seus efeitos no metabolismo da glicose, a hidrocortisona diminui a permeabilidade dos capilares sanguíneos. Por causa dessas propriedades, a hidrocortisona é usada clinicamente para reduzir inflamações provocadas por processos alérgicos, entre outras coisas. Deve-se evitar o uso prolongado de hidrocortisona, pois essa substância tem a propriedade de deprimir o sistema de defesa corporal, tornando o organismo mais suscetível a infecções.


Mineralocorticóides

Os mineralocorticóides regulam o balanço de água e de sais no organismo. A aldosterona, por exemplo, é um hormônio que estimula a reabsorção de sais pelos rins. Isso causa retenção de água, com conseqüente aumento da pressão sanguínea. A liberação de aldosterona é controlada por substâncias produzidas pelo fígado e pelos rins em resposta a variações na concentração de sais no sangue.

 

Estado emocional, hormônios adrenais e doenças


Estado de depressão emocional pode atuar sobre o hipotálamo, fazendo-o estimular as glândulas adrenais. Com isso, a depressão sanguínea se eleva e o metabolismo geral do corpo é alterado de modo a permitir que o organismo enfrente a situação de estresse. A persistência de tal situação pode resultar em doenças. Pressão sanguínea elevada, por exemplo, predispõe o organismo a diversos tipos de doenças cardíacas.
Hoje já se sabe que a persistência de níveis elevados de cortisol no sangue, como ocorre no estresse crônico, deprime o sistema imunitário, o que torna o organismo mais suscetível a infecções e contribui para o aparecimento de úlceras, hipertensão, arteriosclerose e, possivelmente diabete melito.

 

 

Curta nossa página nas redes sociais!

Só Biologia finaliza seu próximo DVD. [+]

Mais produtos

 

Sobre Nós | Política de Privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale Conosco

Copyright © 2008-2014 Só Biologia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.